quarta-feira, 26 de agosto de 2015

QUATRO AUTORES DE ROUBO EM PRATA SÃO PRESOS CHEGANDO NO TREVÃO

Veículo usado e autores
No dia 26 de agosto em Prata elementos assaltaram uma mercearia no Bairro Jardim Brasil e fugiram em um veículo Celta vermelho rumo ignorado. Logo após o comunicado do fato,  policiais militares de Prata fizeram cerco na cidade e pediram reforços às cidades vizinhas para evitar a fuga dos mesmos, pois provavelmente, após o assalto, tentariam a fuga para outras cidades.     
Devido ao cerco da PM na região, os mesmo iam tentar fugir passando pelo trevão que liga às cidade de Ituiutaba, Monte Alegre, Canápolis e Uberlândia. Ao ver a viatura de Monte Alegre os autores perderam a direção do veículo e este saiu da pista e chocaram em um barranco as margens da estrada.  O veículo utilizado foi apreendido juntamente com o dinheiro e a roupa usados no crime.  Os autores são dois de Prata, um de Uberlândia e um de Ituiutaba. A princípio, podem ser os mesmos autores do Posto Colina e de outros roubos em Uberlândia e Canápolis.
Equipes da PM que aturaram na ocorrência: Ten Bispo, Sgt Coelho, Sd Marcel e SD Nain de Monte Alegre. Ten Francisco, Sd Alves, Sd Nascimento, Sgt Reginaldo, Cb Liverson, Sd Serpa, Sd Leonan e CB Merik, de Prata. 

Fonte: PM



terça-feira, 25 de agosto de 2015

PM PRENDE CIDADÃO QUE FAZIA AMEAÇAS COM UMA CARABINA

APREENSAO DE ARMA DE FOGO EM PRATA.
Arma apreendida

Após denúncia de que um cidadão teria ido até bar e ameaçado pessoas, estando de posse de uma carabina, as equipes compareceram no local e realizaram diligências localizando o autor e arma de fogo calibre .44 que estava municiada com quatro cartuchos intactos.
Autor: E. S. R., 28 anos.
Equipe Sgt Macedo e SD Costa, Cb Riposati e Ten Francisco.
Equipe TM Sgt Freitas, Cb Pereira e Sd R. Souza.

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

ADOLESCENTES SÃO DETIDOS COM CAIXAS DE BEBIDAS FURTADAS EM PRATA

Bebidas furtadas

Dois adolescentes de 15 e 17 anos foram apreendidos na noite desta terça-feira (18), em Prata. A Polícia Militar recebeu denúncia de que no Bairro Jardim Brasil havia um caminhão parado na porte de um imóvel com uma grande quantidade de bebidas. Os militares foram ao local e encontraram os dois adolescentes. A dupla confessou à PM que o material se tratava de produto de furto e não tinha nota fiscal. Eles contaram, ainda, que o responsável pela mercadoria fugiu com a chegada da polícia.
Segundo a PM, os adolescentes eram pagos para descarregar os produtos todas às noites. Entre os materiais apreendidos estavam cerveja, refrigerantes, energéticos, sucos e pacotes de macarrão. A dupla foi encaminhada à delegacia. A PM realizou busca pelo dono da mercadoria, mas ele ainda não foi localizado.


Imagens: PM/Prata-MG

ACUSADO DE HOMICÍDIO É PRESO EM MONTE ALEGRE DE MINAS

Acusado
Hoje, 19 de agosto de 2015, às 16 horas e 20 minutos, Policiais Civis de Monte Alegre de Minas, prenderam TULIO DA SILVA DUARTE, em cumprimento ao MANDADO DE PRISÃO expedido pelo Juízo Criminal desta Comarca, em razão de sua condenação penal pela prática do homicídio que vitimou Jose Carlos dos Santos, conhecido por “boi”, fato ocorrido no segundo semestre de 2011.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

CAPITÃO SOUZA E TENENTE THIAGO RECEBERAM HOMENAGEM NA SEDE DA ACIPRA/CDL EM NOITE DE PALESTRA COM J.B. MAXX

Apresentação de autoridades presentes na homenagem

Na noite desta quarta-feira dia 13 de agosto dois fatos importantes aconteceu em Prata na sede da Casa do Empresário que recebeu um bom público, aconteceu antes de uma importante palestra com o renomado palestrante J.B Maxx,  dois militares de Prata receberam uma justa homenagem pelos relevantes serviços prestados à segurança da população Pratense.
Em uma iniciativa do Presidente da ACIPRA/CDL Dr. Elson Alves Ferreira, a noite reservou primeiramente uma homenagearam  com Diplomas ao Capitão Souza e ao Tenente Thiago  Lemes que, mesmo apesar de uma ótima passagem dos dois pela Polícia Militar de Prata se destacando pela  atuação firme contra o tráfico de drogas, roubos e furtos, infelizmente para a população de Prata, foram transferidos para as cidades de Araguari e Uberlândia, mesmo com a desaprovação da maioria absoluta da população Pratense que não aprovou a transferência feita pelo comandante do 54º BPM Tenente Coronel Nelson Alexandre da Rocha Queiroz. 
Sobre a justa homenagem aos militares o Presidente da Acipra/ CDL Dr. Elson Alves Ferreira falou aos presentes da satisfação de entregar estes diplomas aos homenageados, pois os mesmos receberam uma aprovação recorde da população Pratense como não se via a muito tempo em nossa cidade, e que se Prata perdeu os dois, outras cidades pra onde foram transferidos, só tem a ganhar, pois vão ter a satisfação de tê-los em sua corporação para garantir uma melhor e mais eficaz segurança aos moradores de Araguari e Uberlândia. 
A homenagem é o reconhecimento dos Pratenses aos militares pela determinação, força e coragem nos serviços prestados na segurança da população e pela dedicação, destreza e compromisso com a sociedade.

Na segunda parte desta noite, depois da homenagem, aconteceu a excelente palestra “Como definir metas e conquistar objetivos” com o palestrante J.B. Maxx que é autor e escritor, administrador de empresa e empresário. J.B. Maxx está a 26 anos  como consultor nas áreas de marketing e vendas, 24 anos como Professor de pós-graduação/MBAs em Marketing e vendas, 56 anos Professor homenageado pelos formandos, e muitos outras credenciais que o torna um dos maiores nomes do Brasil como palestrante na área de Marketing e vendas.
Reportagem e Fotos: Gil Martins

Capitão Souza recebendo o diploma, ao lado o Tenente Carvalho

Tenente Thiago Lemes sendo homenageado

CUTRALE E SINDICATOS SÃO CONDENADOS POR DANO MORAL A TRABALHADORES RURAIS

10/08/2015

O juiz da Vara do Trabalho de Frutal, no Triângulo Mineiro, condenou a empresa Sucocítrico Cutrale a pagar R$ 100 mil de indenização por danos morais coletivos. Além da empresa, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Frutal e Comendador Gomes, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Prata e a Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Estado de Minas Gerais também são réus da ação. A decisão em 1ª instância ocorreu após ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).
Por meio de nota, a Cutrale informou que já recorreu da sentença. O G1 também procurou a da Federação mineira, em Belo Horizonte, e aguarda posicionamento.
A advogada prestadora de serviço do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Frutal e Comendador Gomes informou, por telefone, que não tinha conhecimento sobre a ação, mas que entraria em contato com a presidente da entidade. Até a publicação desta matéria, não houve retorno. O presidente do sindicato em Prata não foi encontrado pela reportagem.
O Ministério Público apontou na ação que os réus firmaram acordos coletivos de trabalho contendo graves irregularidades. Além de estarem dividindo, indevidamente, a classe dos trabalhadores rurais, eram firmados dois acordos coletivos para a categoria.
O procurador autor da ação, Eliaquim Queiroz, informou que a Cutrale abusava da superioridade econômica para firmar instrumentos coletivos diferenciados, dividindo os empregados rurais para fins de formalização de acordo coletivo, enfraquecendo, assim, os direitos dos empregados. Essa divisão resultava em desigualdade dentro de uma mesma categoria de trabalhadores.
Nos acordos firmados, os funcionários eram divididos em “assalariados” (“lavoura branca”) e “colheita de citros” (colhedores, carregadores e líderes de equipe). A divisão ocorria unicamente porque parte dos trabalhadores eram admitidos com vínculo empregatício a título permanente e outros apenas para o período de safra. No documento, havia diferenças nos termos de gozo de intervalo intrajornada e no recebimento de horas itinerárias.
A cláusula discriminatória também prejudicava os trabalhadores que apresentassem atestado médico com o corte mensal do vale alimentação. “A violação da dignidade humana é flagrante, uma vez que o trabalhador, sabendo que vai perder o auxílio-alimentação, às vezes, prefere trabalhar doente do que apresentar um atestado médico ou um pedido de afastamento por auxílio-doença”, destacou o procurador.
Segundo a Cutrale, são comuns no setor da citricultura os acordos coletivos com valores e condições diferentes para trabalhadores efetivos (Lavoura Branca) e sazonais.  Em nota, a empresa também afirmou que quando a ação judicial foi proposta pelo MPT "não havia qualquer norma coletiva vigente dos trabalhadores colhedores de laranja, pois o último Instrumento Normativo fixado com os Sindicatos do Estado de Minas Gerais  expirou-se em maio de 2014, o que também é observado pela empresa em seu recurso da decisão".
Decisão
A partir da decisão judicial, a empresa e as entidades foram condenadas a não assinar instrumentos normativos distintos para uma mesma categoria de trabalhadores, vedando a separação dos trabalhadores rurais em “assalariados” e “de colheita”.
Outra determinação é que os réus abstenham-se de incluir cláusulas em futuros instrumentos coletivos, entre si ou com qualquer outra entidade sindical ou empregador, que estabeleçam a perda de benefícios, tais como no caso do auxílio-alimentação em caso de afastamento legalmente abonado,  e  de incluir cláusula que estabeleça contrato de experiência para ex-empregados, entre outros itens.
Em caso de descumprimento de qualquer uma das cláusulas, os réus serão multados no valor de R$10 mil por trabalhador atingido com o item descumprido. Já a indenização de R$ 100 mil para a Cutrale, o valor será revertido a favor da coletividade, em projetos sociais ou órgãos públicos, ou para fundos de reparação de direitos difusos e coletivos.



domingo, 2 de agosto de 2015

PREFEITOS DISCUTEM CRISE EM REUNIÃO DA AMVAP


A AMVAP – Associação dos Municípios da Microrregião do Vale do Paranaíba teve na noite desta quinta-feira, 30, mais uma Assembleia Geral, desta feita na cidade de Centralina, cidade do presidente da entidade, Elson Martins.
O prefeito de Ituiutaba, Luiz Pedro Corrêa do Carmo, que é presidente do CIDES - Consórcio Público Intermunicipal de Desenvolvimento Sustentável do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba, também esteve presente, onde confirmou uma importante reunião do Consórcio para o dia 14 de agosto, sendo que no dia 7, haverá um encontro para discutir questões da saúde pública no Triângulo Mineiro.
Na reunião, além das formalidades e aprovação de atas e prestação de contas, também teve uma apresentação de resultados de uma reunião com relação ao Hospital Hélio Angoti em Uberaba, onde alguns prefeitos demonstraram insatisfação com a opinião do representante do Governo do Estado em haver uma divisão entre Triângulo Sul e Triângulo Norte.
Também foi falado quanto às dificuldades dos municípios, com a ameaça de muitas prefeituras terem que fechar suas portas, além do risco em não terem recursos para pagamento de salários no final do ano. A diminuição nos repasses, além do atraso na liberação de verbas para a saúde e assistência social também tem sido um triste retrato das administrações públicas municipais, que cobram do Governo do Estado e do Governo Federal o cumprimento e imediatismo na liberação dos recursos.
O gerente Regional do Senar Minas, Flávio Henrique Silveira, explanou sobre a oferta de cursos na área de Formação Profissional Rural e Promoção Social, em parceria junto a Sindicatos Rurais e Prefeituras.
Aproveitando a presença de representantes da Caixa Econômica Federal, também foi solicitado maior agilidade na liberação de convênios e projetos, que tem feito com que as prefeituras tenham que se deslocar semanalmente para obter a liberação, que tem sido bastante demorada.
Além dos prefeitos, vereadores e assessores, a Assembleia teve ainda a presença do deputado Federal, Marcos Montes, e do assessor Federativo, Joedes Marques.